10 de junho: Dia da Língua Portuguesa

shutterstock_272565407

Você sabia que o Português é o quinto idioma mais falado no mundo? Além do Brasil, ele está presente em Portugal e em diversos países, como Angola, Cabo Verde, Moçambique, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, no jovem Timor-Leste, em São Tome e Príncipe.

Para unificar o idioma, os países de Língua Portuguesa assinaram um acordo ortográfico que entrou em vigor em 2009, e que tornou-se obrigatório a partir de janeiro deste ano. Entre as mudanças propostas estão o fim do uso do trema, as alterações na forma de acentuar palavras com ditongos abertos e hiatos, a supressão dos acentos diferencias e dos tônicos, as novas regras para o emprego do hífen e a inclusão oficial das letras w, k e y no idioma.

O professor de Grego da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e bolsista do CNPq, Jacyntho José Lins Brandão, lembra que as tentativas para reduzir as diferenças da língua começaram no início do século XX. Entre 1911 e 1990 foram assinados cinco documentos do gênero, mas só o atual conseguiu a façanha de congregar os interesses de Portugal e do Brasil. O documento em questão foi construído pela Academia Brasileira de Letras e pela Academia de Ciências de Lisboa.

Nesse processo, o Brasil entrou com o maior número de falantes (200 milhões de pessoas) e Portugal com a chamada norma culta. O resultado será assimilado pelos outros países. “A intenção do novo acordo ortográfico é unificar a escrita das palavras para aumentar a compreensão dos leitores”, enfatiza. Mesmo assim, a norma recomenda que seja respeitada a cultura linguística dos países, já que as diferenças não são tão significativas”, pondera. Por isso, na lista das mudanças há algumas que ficaram opcionais. Como exemplos tem a palavra recepção, que no português de Portugal é receção; e a palavra ótimo, que em Portugal fala-se óptimo. “Apesar de incentivar a unificação ortográfica, a pronúncia das palavras é diferente nos países”, explica o professor.

Com mais de 200 mil falantes, o Brasil representa o futuro da Língua Portuguesa no mundo. Segundo Jacyntho Brandão, o idioma tem uma grande importância e é considerado uma língua oficial por várias organizações internacionais, como Mercosul, Organização dos Estados Ibero-Americanos, União das Nações Sul-Americanas, Organização dos Estados Americanos, União Africana e União Europeia.

RECEBA NOVIDADES DO BLOG DA ALE

Leave a Reply

Nome:

E-mail:

Website: