Cinto de segurança também precisa de manutenção!

shutterstock_77777671

Para cumprir bem o seu papel em situações de emergência, os cintos de segurança precisam estar em boas condições.
Muitos motoristas não sabem, mas as montadoras recomendam que os cintos sejam checados uma vez ao ano, para garantir que não há sinais de desgastes. Alguns cuidados no dia a dia podem ajudar a prolongar a vida útil desse item de segurança tão importante. Confira:

  • Evite usar o cinto de segurança “torcido”.
  • Verifique se os engates não estão com folga e se estão bem presos à carroceria do carro.
  • Em caso de acidentes, a recomendação é realizar a troca dos cintos, mesmo que, aparentemente, não exista nenhum problema.
  • Para higienizar, utilize somente sabão neutro e água morna. Não utilize produtos químicos. Mantenha o cinto sempre limpo, pois a sujeira pode prejudicar o enrolamento automático, além de danificar o material.
  • Em caso de defeito no cinto de segurança, ele nunca deverá ser consertado. A peça com defeito deve ser totalmente trocada.
  • Lembre-se do cinto do passageiro! A manutenção e higienização também devem ser periódicas.

Agora, confira algumas dicas de como usar corretamente o cinto. Esse hábito vai determinar a durabilidade do acessório e eficiência.

  • Posicione o banco de forma que o cinto fique sobre o ombro, com uma faixa no peito e outra na cintura. Ele deve ficar afastado do rosto e pescoço.

shutterstock_141251488

  • No caso de cintos abdominais, trave a fivela com uma folga de 2 cm. Antes de travar, verifique se o cinto não está torcido.

shutterstock_143647099

Lembre-se! O uso do cinto de segurança é obrigatório! Além de garantir a sua segurança em caso de acidentes, ele contribui para que o motorista mantenha uma postura correta ao dirigir e mantém o corpo em posição estável.

 

RECEBA NOVIDADES DO BLOG DA ALE

Leave a Reply

Nome:

E-mail:

Website: