Cuidados para a lavagem do motor

A lavagem do motor dos carros é um assunto que desperta muitas dúvidas e divide opiniões. Navegando na internet, é possível encontrar tutoriais relativamente simples e que ensinam a fazer o procedimento utilizando apenas um litro de óleo diesel, pincel e uma mangueira de água. Há também quem recomende o uso de uma máquina de pressão de vapor, que tem baixo consumo de água, e há quem só faça o serviço com profissional especializado.

A limpeza traz efeitos estéticos e impede o acúmulo de sujeiras, que podem manchar a pintura e causar a oxidação da lataria. No entanto, uma limpeza incorreta pode trazer muita dor de cabeça para o proprietário. Um dos erros mais comuns é o contato da água com os módulos e sensores eletrônicos instalados ao lado do motor. Antes do procedimento, essas partes devem ser isoladas com um plástico bem fixado.

Vale lembrar também que produtos químicos utilizados incorretamente e jatos de água de alta pressão podem contribuir para a obstrução do fluxo e oxidação interna de conectores elétricos. Outro cuidado muito importante é que o motor esteja completamente frio antes da lavagem. Caso contrário, poderá ocorrer choque térmico e danos aos componentes. Se você precisar lavar o seu motor, tome todas as precauções e não deixe de consultar um mecânico profissional.

O assunto é tema recorrente em manuais de proprietários de automóveis. Os da Volkswagem, por exemplo, recomendam:

• Não lave o motor quente

• A lavagem só deve ser feita com a ignição desligada

• Não direcione jatos de água no revestimento da tampa do compartimento do motor

• Não dirija o jato diretamente sobre componentes elétricos (bateria, alternador, sistema de ignição etc)

• Proteja o reservatório de fluido de freio para evitar a contaminação por água.

shutterstock_387593635

RECEBA NOVIDADES DO BLOG DA ALE

Leave a Reply

Nome:

E-mail:

Website: