Lixo não é marinheiro

Com um dos litorais mais lindos do mundo, o Rio de Janeiro, que tem rio até no nome, infelizmente transformou suas águas em depósito de lixo. De embalagens pequenas até mobília e pneus, a Baía de Guanabara, um dos cartões-postais da cidade, se tornou vítima de resíduos descartados pelos turistas e moradores das cidades da região.

Para mudar esse cenário é preciso esforço e investimento. Com o apoio da ALE, vários ecoboats — barcos adaptados com pás coletoras— estão retirando toneladas desse lixo e separando o material que poderá ser reciclado. Além disso, ecobarreiras estão sendo instaladas em locais estratégicos para conter a chegada de mais entulhos às águas.

Porém, tanto trabalho não terá resultado se não houver a colaboração de todos. Mais do que retirar o que está depositado lá, é preciso impedir que novos resíduos cheguem nas águas do Rio de Janeiro. Os ecoboats conseguem retirar cerca de 30 toneladas por mês, porém mais de 100 toneladas chegam até a baía por dia, vindo dos 16 municípios ao redor. Uma conta que não fecha se as atitudes não mudarem.

Ajuda de todos

A Baía de Guanabara recebe resíduos jogados diretamente e é o destino da sujeira descartada incorretamente a quilômetros de suas águas. Isso acontece porque eles são carregados pelas chuvas e, através do sistema de esgoto, deságuam na baía e engrossam o depósito flutuante.

Além de manchar um cartão-postal da cidade, o lixo ainda é prejudicial para a vida que existe ali. A população de crustáceos, peixes e plantas está diminuindo. Segundo um estudo do Laboratório de Mamíferos Aquáticos e Bioindicadores da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, a população de golfinhos, que já foi de 300 animais, está reduzida a aproximadamente 40.

Vamos mudar este cenário? Descarte corretamente seu lixo doméstico em lixeiras protegidas de chuva ou enxurradas. E o que você consumir na praia, guarde em uma sacola pequena e carregue até uma lixeira pública. Colabore e vamos limpar esse patrimônio do Brasil. Afinal, lixo não é marinheiro e não devia estar no mar.

Ecoboat_RJ_09.07.16-39

RECEBA NOVIDADES DO BLOG DA ALE

Leave a Reply

Nome:

E-mail:

Website: