Posto ALE é exemplo de solidariedade na cidade de Anápolis (GO)

Conheça a história do Posto ALE Imperial que apoia diversas instituições em favor de crianças e adultos em vulnerabilidade social

Na cidade de Anápolis, em Goiás, cerca de 80 crianças que, pelas mais diversas razões, não contam mais com o apoio de uma família, são cuidadas pelos religiosos e religiosas do Mosteiro da Santa Cruz. Além de alimentação e moradia, a instituição custeia os estudos delas em escolas particulares da região. Diariamente, uma Kombi e um micro-ônibus as leva para a aula. O combustível gasto nesses deslocamentos é doado pelo Posto ALE Imperial, da revendedora Lucília Prado.

“A cidade de Anápolis proporciona o meu pão de cada dia. Por isso, é justo que eu apoie projetos daqui. Temos de nos reunir para fazer o bem ao próximo e não ficarmos apenas reclamando que o governo não faz nada. Isso ajuda na construção de um mundo melhor para todos. Sinto-me muito feliz por poder contribuir com essas iniciativas”, comentou satisfeita.

Além desse apoio, a revenda frequentemente doa cestas de produtos de higiene pessoal para os atendidos pelo Mosteiro. Mas essa colaboração com os projetos sociais da região não para por aí. Seja com recursos do posto ou de seu próprio bolso, Lucília apoia outras instituições, como a Casa das Margaridas, que se dedica à recuperação de mulheres em situação de dependência química. Atualmente, quase 40 pessoas são beneficiadas por essa iniciativa.

Junto ao grupo de oração do qual faz parte, o Ágape de Maria, Lucília ajuda a instituição em suas mais diferentes demandas. “Muitas vezes, quando a pessoa está se recuperando do vício, o consumo de doce aumenta. Nós fazemos essa doação e também levamos alimentos”, comenta Lucília.

A Casa Bethânia, destinada a acolher pessoas com o vírus do HIV em situação de vulnerabilidade social, e o Movimento de Reintegração do Hanseniano (Morhan), que apoia pessoas acometidas pela hanseníase, também são ajudados por Lucília e seus companheiros e companheiras do grupo Ágape de Maria, assim como a creche Raio de Luz e o Abrigo dos Velhos.

Lucília Prado, a segunda da direita para a esquerda, com a equipe da Casa das Margaridas

Acolhimento é palavra de ordem na Casa das Margaridas

RECEBA NOVIDADES DO BLOG DA ALE

Leave a Reply

Nome:

E-mail:

Website: