Uma gota de esperança

Em 2004, a Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu o dia 14 de junho como o Dia Mundial do Doador de Sangue. O objetivo é homenagear e agradecer os doadores que ajudam a salvar vidas diariamente, além de aproveitar a ocasião para divulgar a importância deste gesto de solidariedade.

Os bancos de sangue são essenciais para salvar vidas em casos de emergência e auxiliar em tratamentos mais longos. A sua falta pode adiar cirurgias e transplantes, colocando em risco a vida de pacientes. O material coletado é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado, que podem ser utilizados em diversas situações.

Se você pensa que o seu gesto talvez não signifique muito, saiba que com uma única doação é possível salvar até quatro vidas.

Período do frio é crítico

Com a chegada das baixas temperaturas, os bancos enfrentam um desafio ainda maior na coleta de sangue: o número de doadores pode cair até 30%, deixando os já defasados estoques ainda mais vazios.

Isso acontece porque o aumento da ocorrência de resfriados impede a doação por sete dias após o fim dos sintomas. Além disso, pacientes que tenham recebido a vacina contra gripe, mais comuns nesse período, devem aguardar até 48 horas para doar.

Se você quer ajudar a salvar vidas com um gesto tão simples, convide um amigo e procure o hemocentro mais próximo.

Para doar

» Estar em boas condições de saúde;
» Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos;
» Pesar no mínimo 50 kg;
» Estar descansado, tendo dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
» Estar alimentado e evitar comidas gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação.

doador de sangue

RECEBA NOVIDADES DO BLOG DA ALE

Leave a Reply

Nome:

E-mail:

Website: